CyberSecurity Importante Tech world Veja

Google remove o CamScanner da Play Store após um surto de Trojan

O Google removeu o CamScanner da Play Store, pois foi descoberto que, através do aplicativo, o malware estava sendo espalhado em dispositivos inteligentes. O aplicativo teve mais de 100 milhões de downloads enquanto ainda estava disponível na Google Play Store.

A Kaspersky informou que seus pesquisadores encontraram conteúdo de malware no aplicativo CamScanner – Phone PDF Creator. O aplicativo inicialmente era legítimo, sem finalidade prejudicial, que permitia aos usuários digitalizar documentos de fotos para criar PDFs. O aplicativo também possui recursos de OCR que podem ocultar imagens em arquivos de texto. Mas em algum momento, o aplicativo começou a atualizar junto com uma biblioteca de publicidade que continha um módulo malicioso. O módulo foi reconhecido como “Trojan-Dropper.AndroidOS.Necro.n”, encontrado em alguns aplicativos pré-instalados em smartphones chineses. O malware é um Trojan Dropper que serve para instalar outro software nocivo a partir dos arquivos criptografados de um aplicativo. O arquivo instalado é um Trojan Downloader que baixa mais módulos prejudiciais no dispositivo. O Trojan não foi detectado na versão iOS do dispositivo.

A Google Play Store é uma das plataformas mais seguras para baixar aplicativos e softwares, portanto, essa pode ser uma grande preocupação para a empresa. Mas mesmo os moderadores do Google Play que verificam cada aplicativo nunca conseguem concluir seu trabalho, dado o volume de aplicativos e a quantidade de vezes que esses aplicativos são atualizados. Ultimamente, porém, muitos aplicativos foram encontrados com conteúdo de malware na plataforma, o que levou à remoção de inúmeros aplicativos. Com o CamScanner removido da Google Play Store, é recomendável fazer backup de documentos importantes armazenados no aplicativo em seus dispositivos Android e você pode usar o recurso de digitalização de fotos no Google Drive para converter imagens em PDF.