CyberSecurity Mundo Tech world

O Facebook Alerta os funcionários, mas não os usuários, sobre os riscos da Opção Login único, diz o arquivamento judicial

Os queixosos em um processo judicial contra o Facebook argumentaram que a rede social sabia sobre os riscos de segurança que levaram a uma grande invasão em 2018, mas não avisou seus usuários sobre eles.

O Facebook sofreu uma grande violação no ano passado, afetando até 29 milhões de usuários. Havia preocupações no momento em que os hackers pudessem usar as contas comprometidas para fazer login em outros serviços usando o recurso de login do Facebook, embora os pesquisadores descobrissem que isso não ocorria.

O processo judicial, aberto no Tribunal Distrital dos EUA do Distrito Norte da Califórnia, em San Francisco, enfoca os perigos do Facebook, oferecendo uma única ferramenta de login para fazer login em aplicativos e serviços de terceiros. Se a conta do Facebook de um usuário for comprometida, suas outras contas também podem estar em risco.

O Facebook estava ciente desse risco, já que eles alertaram seus próprios funcionários sobre os problemas de segurança com a ferramenta de logon único, de acordo com registros judiciais vistos pela Reuters. No entanto, esse aviso não foi estendido ao público.

O juiz dos EUA William Alsup, que já presidiu casos de tecnologia envolvendo Oracle, Google e Waymo, disse em janeiro que permitirá que a “descoberta esmagadora dos ossos” chegue ao fundo de como os dados do usuário foram comprometidos. Isso potencialmente permite que os advogados dos queixosos abram os registros do Facebook, permitindo que eles juntem o que realmente aconteceu.

Via Engadget