Curiosidades CyberSecurity Mundo Veja

Painéis solares da Tesla também pegaram fogo em um armazém da Amazon

O Walmart entrou com uma ação contra a Tesla depois que as instalações de painéis solares em sete lojas da gigante do varejo pegaram fogo. A corporação de varejo acusou a empresa de Elon Musk de práticas de segurança insatisfatórias, como não aterrar adequadamente os sistemas elétricos e enviar inspetores que "careciam de treinamento e conhecimento básicos em energia solar". Agora, a Amazon, outra grande corporação, avançou para afirmar que os painéis solares instalados pela divisão SolarCity da Tesla também explodiram em chamas. De acordo com a Bloomberg, os painéis solares da Tesla pegaram fogo no telhado de um dos armazéns da Amazon em Redlands, Califórnia. O incidente teria ocorrido em junho de 2018, mas o gigante do comércio eletrônico acabou de divulgar as informações. A Bloomberg diz que a Amazon disse à publicação via e-mail que tomou medidas para proteger suas instalações e não vai mais instalar mais sistemas da Tesla no futuro. Entramos em contato com as duas empresas para confirmar as novidades e informaremos se elas estão funcionando e se estão planejando resolver as coisas. Após a notícia de que o Walmart processou a Tesla, as empresas divulgaram um comunicado dizendo que estão em discussão para resolver o problema. O incidente do armazém na Amazon parece ser muito menor em escala - o gigante do e-commerce disse que tem um número muito pequeno de instalações solares da Tesla, para começar - mas uma reivindicação de uma empresa tão grande ainda não é uma boa ideia SolarCity As operações da divisão não foram tão bem quanto a empresa esperava. Segundo relatos, os problemas de produção foram enfrentados no ano passado devido a desafios técnicos, e um relatório mais recente afirmou que está exportando a maioria das células solares produzidas em sua gigafábrica de Nova York, em vez de usá-las nas instalações da Solar Roof.

Via Engadget